Teoria das Cores para Cabeleireiro: Guia Rápida

Compreender as cores abre um mundo de potencial!

 

Quando compreendes as cores, é como se aprendesses a falar um idioma diferente; este artigo analisa especificamente a teoria das cores para cabeleireiro, desde como as cores funcionam e interagem entre si até ao impacto que a cor tem no cabelo natural e pintado previamente. Como Pablo Picasso disse uma vez:

 

"Aprende as regras como um profissional para poderes quebrá-las como um artista"

 

Sentes-te inspirado? Mergulha nos princípios e aperfeiçoa a tua teoria das cores:

 

Primárias

As Cores Primárias são as cores originais (vermelho, amarelo, azul) - as únicas que não podes criar ao misturar com outras, portanto, todos os tons começam com elas. Sem elas não haveria nenhuma outra cor! Estas 3 cores criam a primeira parte do Círculo de Cores.

 

Primárias

Secundárias

A próxima camada no círculo de cores contém Cores Secundárias. Estas são as 3 cores criadas através da mistura de quaisquer 2 cores primárias numa proporção de 1:1.

 

As Cores Primárias e Secundárias juntas combinam-se para formar o Círculo de Cores básicas - cada Cor Secundária fica entre as 2 Cores Primárias que foram misturadas para criá-la.

 

Secundárias

Terciárias

O terceiro nível traz-nos as Cores Terciárias. São criadas através da mistura de Cores Primárias com as suas Cores Secundárias vizinhas para criar uma paleta de seis tons adicionais. Às vezes, são chamadas de Cores Intermédias.

 

Terciárias

Cores Complementares

Cada cor vem com uma Cor Complementar ou Oposta - por exemplo, o Laranja é a Cor Complementar para o Azul, visto que elas ficam opostas uma à outra no Círculo de Cores.

 

Se misturares duas Cores Complementares (1: 1), elas anulam-se. Por isso, se misturaes Azul com partes iguais de Laranja, os dois tons fortes criam apenas um castanho-acinzentado muito suave ... Mas se colocares estes mesmos dois tons lado a lado, em vez de misturá-los, oferecem um contraste poderoso tornando que destaca as duas cores.

 

Cores Complementares

Cores Cromáticas e Acromáticas

O Círculo de Cores também apresenta Cores Cromáticas. Estas são cores puras e brilhantes - sem Preto, Branco e Cinzento. O Preto, Branco e Cinzento são conhecidos como Cores Acromáticas. Funcionam como Cores Primárias, em que precisas de misturar Preto e Branco para criar Cinzento, que é mais uma Cor Acromática Secundária.

 

Usar mais Branco ou mais Preto irá, naturalmente, aclarar ou escurecer o Cinzento. A sua principal função é adicionar profundidade e versatilidade quando misturados com Cores Cromáticas...

 

Cores Cromáticas e Acromáticas

Adicionar Preto à Cor

Para dar profundidade a qualquer combinação de Cores Primárias, basta adicionar Preto. Em teoria, a quantidade de Preto que adicionas determinará quão escuros serão os resultados. Mas isso pode mudar quando a cor entra em contacto com o cabelo - onde a profundidade pode parecer mais um tom castanho-acinzentado do que Preto puro, dependendo do tom natural.

 

Independentemente de como é aplicado, o Preto vai sempre reduzir o brilho das Cores Cromáticas, tornando-as mais insípidas e baças. Nenhum de nós nasceu com o cabelo com Cores Primárias, portanto, adicionar a Cor Acromática (os monocromos) à cor brilhante pura é a forma alcançamos um tom mais natural e suave.

 

Por fim, lembra-te de que não se trata apenas da cor - o tom também desempenha um papel extremamente importante. Os maiores coloristas são aqueles que entendem completamente as variantes mais subtis de um tom, o que só pode ser alcançado ao tornares-te num especialista da mistura de Cores Primárias e Acromáticas.

 

Adicionar Preto à Cor

Onde posso aprender mais?

Explora recursos educativos sobre a teoria das cores para cabeleireiro com informações detalhadas sobre a estrutura capilar e pigmentos de cor, juntamente com uma ampla educação sobre o cabelo dos nossos especialistas na ASK Education eAcademy:

O QUE LER A SEGUIR: